Twitter, you twat

abril 21, 2007

Estou impressionado com este aplicativo aqui: Twitter. Não, não é porque é algo de outro mundo. É porque eu jamais esperei que fosse atingir a atual repercussão.

Twitter está sendo chamado de ferramenta de microblogging. No modo mais usual, as pessoas enviam um SMS para o aplicativo e a mensagem é publicada em sua página pessoal e, se permitido, em uma área pública. A mensagem pode ser enviada pela web ou por um mensageiro também, mas o limite é o do SMS: 140 caracteres. Por isso, a qualificação de microblogging. A pergunta fundamental é: “what are you doing?”.

E se o conteúdo foi reduzido, o alcance foi multiplicado. Quem envia seus posts, envia de qualquer contexto, qualquer pensamento, invariavelmente irrelevante (quão relevante eu consigo ser em 140 caracteres? Não eu, não consigo nem mesmo sem limites ao texto. Nem o Paulo Coelho. Com certeza o Woody Allen seria.)

Nesta perspectiva eu diria que não é mais microblogging, mas extreme-blogging. Até onde expor tudo o que passa por nossa cabeça? Principalmente pelo seguinte: eu não preciso acompanhar os posts dos meus amigos pela internet, posso optar por receber em meu celular (de onde o limite de 140 caracteres). Definitivamente, isso é blogar ao extremo.

Tudo bem, hiperconectividade e tal, mas isso nunca me soou muito bem. Afinal, onde diabos está o dinheiro aqui? E porque ô Epaminondas eu iria querer publicar que estava entediado na fila do banco?

Claro que eu estava muitíssimo enganado sobre as possibilidades. Afinal, porque não publicar notícias em tempo real, no contexto? Até a “old gray lady” está usando! E, claro, tem os mash-ups. Twitter + Google Maps, inevitável.

Mas ainda não vi o dinheiro… e com custos de 100.000 dólares/mês em SMS, espero que estejam pensando em como ganhar algum!

E é por isso mesmo que eu resolvi testar e acompanhar o serviço. Não há número para o Twitter no Brasil, então é um SMS internacional, para quem se interessar. Minha página é www.twitter.com/teco. Não tem nada ainda, claro.

Curiosidade: Evan Williams, o empreendedor responsável pelo Twitter, é também co-fundados dos Pyra Labs, mais conhecido como Blogger. Mas é também fundador do Odeo, aplicativo para geração e busca de podcasts que está à venda para quem fizer a melhor oferta, depois de Williams dispender alguns milhões comprando a parte dos fundos de capital no negócio.

Uma resposta to “Twitter, you twat”

  1. Antoine Morel Says:

    Olá, sou jornalista e estou produzindo uma reportagem para a revista Negócios da Comunicação, da editora Segmento, sobre twitter. Vi a sua experiência e queria falar sobre isso.
    Você gostaria de falar? (me procure por e-mail)
    Obrigado.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: